16 de ago de 2011

flor ciana



ora azul queimado de amor,
ora azul molhado de lágrimas
do mar que é azul como nada;
que prima o tudo.
cor primária, principal
primícia de luz
luz de lúcia

azul tranquilo de lu... a ciana
blue de lu que também é azul
alma azul, sangue de rainha
sangue nobre, sangue ciano

pra minha sinhá ana
que também é nome de rainha
que tem sangue nobre e de cor ciana
assim como a flor azul que é minha
...luciana.

poema pra alguém muito especial e que é apaixonada pelo azul: luciana prado.
foto: andre

3 comentários:

Stella Rodrigues disse...

Que belo, azul. Adoro poemas dessa forma. Sério amo muito. Adorei (:

Nina Blue disse...

Não sei se é o azul da sua rima,
ou se é o azul que eterniza toda palavra posta em poema,
Só sei que gostei.
Abraços,
Nina Blue

Amanda Lemos disse...

Muito interessante o Blog,
Gostei muito do que vi por aqui.
E te convido para conhecer meu espaço, caso queira dar uma olhada, seguir..;

http://www.bolgdoano.blogspot.com/

Muito Obrigada, desde já.