25 de mai de 2010

viaje pelo seu mundo

ao invés de observar os defeitos físicos ou emocionais de terceiros, faça uma viagem imaginária sobre você, seu corpo, seus adjetivos, defeitos, dentre outros. lembre-se então neste momento que você estará despido de sua identidade egoísta de achar-se perfeito e que é um ser absoluto. pegue carona, então, com a luz azul, aquela tão usada em meditação que serve para relaxar e que consegue deixar as pessoas tão leves como plumas ao vento. as nossas vidas são tão acarretadas de dissabores que quase nunca nos damos a chance de viajar sobre nós mesmos. não sobra tempo! o nosso tempo está vendido, escravizado para o que o mundo nos impõe: são exemplificarmente o mundo que valoriza o ter em detrimento do ser, ou seja, você só terá valor se conseguir competir com as regras expostas por ele. nunca se tem tempo pro lazer, pra família, pros amigos. o tempo é o dinheiro que se perde, o tempo é a academia pro corpo perfeito, o tempo é do trabalho que te consome, o tempo é de engolir informações manipuladas que os meios de comunicação despejam em qualquer lugar, sem hora marcada e sem pedir licença. o tempo é pornografia, anorexia, displasia.
e o seu tempo, onde está?
viaje, então. procure sonhar com a luz azul e veja o quanto, no seu íntimo, você está se acabando em busca de uma felicidade falsa, que não é a sua, mas a daqueles que querem lhe destruir pela ganância que se instalou num planeta que se vende, até o ar que respiramos. procure seus filhos, família, amigos. viva mais com eles. esta é a viagem que a luz te porporciona. enquanto nos atemos a defeitos de nossos semelhantes, os inimigos dos mais frágeis agem silenciosos, corroendo os laços de família e de solidariedade.

begnus

Um comentário:

Bia Carvalho disse...

e nestas viagens que sempre vejo o quanto estou bem comigo, o quanto posso mudar mais coisas e o quanto estou, o quanto sou.

mesmo que pequena, minha alegria me faz uma gigante.

penso que com pessoas como tí, acontece a mesma coisa.


paz.